74º Encontro

Identidade e gênero: marcas identitárias nos textos produzidos por estagiários em letras


Elaine Silva (FURG, Brasil)

Nesta apresentação, pretendo falar sobre a minha pesquisa, que tem como tema os processos de significação da docência, ou seja, os significados construídos pelos/as discentes estagiários/as dos Cursos de Letras da Universidade do Rio Grande (FURG) a respeito do que seja um/a professor/a de língua portuguesa. Essas representações se constróem numa atitude auto-reflexiva que parte da vivência dos/das discentes da graduação com seus/suas docentes do ensino básico, trazendo dessa experiência contribuições para a sua prática. Assim, o objetivo desta investigação é identificar marcas discursivas nos textos produzidos por estagiários/as dos Cursos de Letras que possam indicar a construção de uma identidade docente, verificando o cruzamento dessa identidade em construção com a identidade de gênero. A proposta se insere nos estudos críticos, mais precisamente na Análise Crítica do Discurso de Norman Fairclough (1989; 1992; 1997; 2001). Para desenvolver uma metodologia de análise lingüística adequada a seus propósitos, Fairclough e outros analistas críticos do discurso se apóiam em grande parte na Gramática Sistêmico-Funcional de M. A. K. Halliday (1985; 1994; 2004), que será também utilizada para a análise linguística dos dados que constituem o corpus da presente pesquisa. Os textos que compõem o corpus de análise aqui foram produzidos na aula de Metodologia do Ensino do Português, ofertada aos alunos de Letras que estão se preparando para a disciplina de Estágio Curricular 2.