ENCONTROS QUINZENAIS DE LINGUÍSTICA SISTÉMICO-FUNCIONAL  

 

Encontro 68º

   

10 de Fevereiro de 2011, Quinta-feira, às 17:00 h.

 

Que actores e valores no acolhimento de trabalhadores?

 

Gorete Marques (ESTG-IPLei/FLUL/ILTEC, Portugal)


O acolhimento de trabalhadores recém-chegados a uma empresa é uma prática social recontextualizada através de múltiplos discursos, de entre os quais se destaca o manual de acolhimento. O manual de acolhimento é considerado um instrumento fundamental da prática organizacional, quer para o colaborador recém-chegado, quer para a organização que pretende orientá-lo e transmitir-lhe os seus valores.
Com base nesta concepção, pretende-se descrever e analisar os actores e os valores de um grupo empresarial, tal como estes são recontextualizados no seu manual de acolhimento. Para cumprir este objectivo, recorre-se à proposta do inventário sócio-semântico da representação de actores sociais de Theo van Leeuwen (1996,2008) e a alguns aspectos do sistema da transitividade (Halliday, 2004).
Os resultados obtidos com a análise efectuada farão parte da tese de doutoramento da investigadora, subordinada ao tema “Representações na Cultura Empresarial: Estudo de Caso”.


****** 


Gorete Marques é Assistente na Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Leiria. É licenciada pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (1997), pós-graduada no Ramo de Formação Educacional em Estudos Portugueses e Franceses pela mesma Instituição (1999) e Mestre em Estudos Franceses, pela Universidade de Aveiro (2004). É actualmente doutoranda em Linguística Aplicada, na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e investigadora do Grupo de Investigação Discurso e Literacia do ILTEC-Instituto de Linguística Teórica e Computacional.