ENCONTROS QUINZENAIS DE LINGUÍSTICA SISTÉMICO-FUNCIONAL  

 

Encontro 28º

   

11 de Outubro de 2007, Quinta-feira, às 16:00 h.

 

INTERROGATIVOS ENFÁTICOS EM NYUNGWE

Sóstenes Rego (FLUL, Portugal)

 

 

Esta apresentação tem como objectivo abordar a questão dos interrogativos enfáticos em nyungwe, tendo por base os interrogativos nyungwes em geral . Trata-se de um trabalho empírico de observação e análise dos interrogativos apresentados por Courtois (1899) e Martins (1991) e pode situar-se na esteira de outros trabalhos similares como os de: (i) Heins (1996) sobre os pronomes enfáticos ( cópula ndi + pronome ) em sena , (ii) Otterloo (2001) acerca dos “Emphatic demonstratives” em kifuliiru, (iii) Güldemann (2003) em relação aos interrogativos com cópula precedida em swahili e outros . A reformulação e sistematização dos diferentes tipos de interrogativos em nyungwe, distinguindo os interrogativos com cópula , ou interrogativos enfáticos, e os interrogativos sem cópula , ou interrogativos neutros ( absolutos ) é o principal resultado e contributo deste trabalho . Uma conclusão preliminar é a de que os interrogativos nyungwes podem-se classificar em interrogativos enfáticos e interrogativos não enfáticos ou neutros , conforme apresentem cópula verbal ni ou não , esta podendo estar combinada ou separada, precede sempre o interrogativo.


 

Sóstenes Rego é licenciado em Língua e Cultura Portuguesa ( Língua Estrangeira ), Mestre em Linguística Portuguesa Histórica e doutorando em Linguística Geral da FLUL. É bolseiro da FCT e investigador do Instituto de Linguística Teórica e Computacional (ILTEC). Tem trabalhado na descrição da língua nyungwe e na pesquisa acerca das outras línguas da mesma família . No seu doutoramento está a estudar a gramática da interpessoalidade do nyungwe a fim de traçar o perfil interpessoal desta língua , tendo como quadro teórico a Linguística Sistémico-Funcional.