ENCONTROS QUINZENAIS DE LINGUÍSTICA SISTÉMICO-FUNCIONAL  

 

Encontro 39º

   

12 de Junho de 2008, Quinta-feira, às 16:30 h.

 

PREDICADOS ENCAIXADORES DE COMPLEMENTOS: TRAÇOS SEMÂNTICOS DAS RELAÇÕES DE COMPLEMENTAÇÃO DO PORTUGUÊS BRASILEIRO

 

Liliane Santana (UNESP, Brasil/ILTEC, Portugal)

ESPAÇO

ESPAÇO

O fenômeno da complementação oracional tem sido tratado em vários estudos (cf. Givón, 1980; Noonan, 1985; Ranson, 1986; Langacker, 1991; Dik, 1997), em que, de um modo geral, é entendido como correspondente à ocorrência de uma oração na posição de argumento de um predicado. Como complemento na estrutura argumental de um predicado, as completivas do português brasileiro podem ocorrer na forma finita ou não-finita, variando, assim, entre construções mais verbais e construções mais nominais. A principal proposição que conduz a investigação proposta neste trabalho é a de que, para a seleção dos diferentes tipos de complementação, existe uma relação estrita entre construções completivas (orações finitas e orações não-finitas com infinitivo e com nominalizações) e a categoria semântica do predicado encaixador. Entretanto, a seleção de um tipo de complemento nem sempre parece ser determinada pelo predicado da oração matriz, já que, em alguns casos, podem ocorrer os três tipos, embora apenas um seja selecionado. Nesses casos, a natureza dessa determinação pode ser funcionalmente motivada. Havendo alternância, a seleção de um determinado tipo pode depender de relações textuais e discursivas e da subcategorização semântica dos predicados. O universo de investigação é composto por uma amostragem extraída do Corpus Mínimo do Projeto de Gramática do Português Falado e do Banco de Dados Iboruna (do Grupo de Pesquisa em Gramática Funcional da UNESP/São José do Rio Preto), e o processamento quantitativo dos dados é feito eletronicamente mediante o uso do pacote estatístico VARBRUL.

ESPAÇO

Liliane Santana é mestre em Estudos Lingüísticos pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – UNESP/São José do Rio Preto – Brasil, onde cursa doutorado (Bolsa FAPESP 06/50145-1), sob a orientação do Prof. Dr. Roberto Gomes Camacho; é investigadora associada do grupo Discurso e Literacia do ILTEC (Programa de Doutorando no Exterior - Bolsa CAPES 4498-07), supervisionada pelo Prof. Dr. Lachlan Mackenzie, e membro do Grupo de Pesquisa em Gramática Funcional da UNESP/São José do Rio Preto, coordenado pela Profa. Dra. Erotilde Goreti Pezatti.