73º Encontro

“Functional Sentence Perspective” e Metafunção textual na GSF


Mafalda Mendes (FLUL/ILTEC, Portugal)

Nesta apresentação proponho-me abordar os construtos teóricos tema-rema, informação dada-informação-nova na linha de investigação dos funcionalistas da Escola de Praga “Functional Sentence Perspective” (FSP) (por ex. Firbas, 1992; Svoboda, 1983; Daneš, 1974), procurando relacioná-los com as funções homónimas na GSF (Halliday, 2004). Introduzirei ainda o conceito de Dinamismo Comunicacional (Firbas, 1992), visto como um refinamento do fenómeno do Tema (em FSP). Halliday (1974) define a FSP como a componente da língua responsável pela “criação do texto”, situando-a na subcomponente das relações estruturais, da componente textual da gramática, mas marca uma posição própria, considerando na estrutura textual da oração a existência de duas estruturas autónomas, a estrutura temática e a estrutura da informação. Ao longo dos últimos trinta anos, os cruzamentos entre a LSF e a FSP parecem ter sido raros, com algumas excepções, como foi o caso de Fries (1981, 1994, 1995, 2009 entre outros). Assim, a partir desta breve incursão pela literatura FSP, gostaria de abrir um espaço de reflexão conjunta acerca do potencial que os desenvolvimentos da FSP, com base no conceito de Dinamismo Comunicacional, poderão oferecer como instrumental teórico na investigação dos recursos utilizados pelos escritores para indicar ao leitor o que deve ser lido como Novo, respondendo assim às questões a este respeito deixadas em aberto por Fries (2009: 38).