ENCONTROS QUINZENAIS DE LINGUÍSTICA SISTÉMICO-FUNCIONAL  

 

Encontro 51º

   

28 de Maio de 2009, Quinta-feira, às 16:30 h.

 

Géneros textuais em actividades sociais: uma abordagem linguístico-praxiológico-epistémica

 

Rosalice Pinto (UNESA, Brasil/ CLUNL, Portugal)

ESPAÇO

ESPAÇO

Este trabalho, inserido fundamentalmente no quadro teórico do Interaccionismo Sociodiscursivo, objetiva estudar a correlação a ser estabelecida entre os modos de raciocínio e os tipos de discurso encontrados em géneros textuais que circulam em atividades sociais distintas.
Neste artigo, consideramos que o texto é uma unidade comunicacional, devendo ser descrito do ponto de vista praxiológico, linguístico-textual e epistémico, sendo que estes aspectos estão em constante interacção. Assim, o agente produtor, ao (re)produzir um texto/género textual inserido em determinada atividade social, deve (re)produzir um/vários tipo(s) de discursos (semiotizado(s) por recursos verbais e não-verbais limitados). É exatamente através da mediação desses elementos que os raciocínios são reconhecíveis no universo textual.
Partindo-se de uma metodologia descendente de análise, far-se-á o levantamento de alguns modos de raciocínio encontrados em exemplares de géneros textuais produzidos em instituições portuguesas.
ESPAÇO

Rosalice Pinto é professora assistente da UNESA/RJ/Brasil. Concluiu o seu doutoramento em Linguística, especialidade em Teoria do Texto, na Universidade Nova de Lisboa. Atualmente, desenvolve um projeto de pós-doutoramento, sob supervisão do Prof. Dr. Jean Paul Bronckart, intitulado O agir do empreendedor e sua configuração textual. A pesquisadora é membro associado do grupo LAF / Universidade de Genebra e atua em dois grupos de pesquisa:  no PRETEXTO /CLUNL/Lisboa e no ALTER da PUC/SP.